rumo à Antártica

Vencedoras do concurso "O Brasil na Antártica" relatam suas experiências na viagem rumo à Antártica.

agradecimento

2 Comentários

Na véspera do retorno ao Brasil, entregamos ao Comandante Brandão uma carta de agradecimento assinada por todas as duplas de vencedores do concurso. Gostaríamos que as palavras ali contidas se estendessem a todos que propiciaram essa empreitada e que nos acompanharam e atenderam com tanta dedicação garantindo que recebêssemos muitos prêmios. Algumas dessas pessoas aparecerão nos próximos posts (série “personagens”) – é uma forma de alongarmos o agradecimento e também de mostrar àqueles que estão acompanhando nossa viagem um pouco do cotidiano dos militares que pudemos conhecer. A seguir, o texto da carta:

À Marinha do Brasil,

Voltemos alguns meses no tempo, quando cada um nós recém havia descoberto que a Marinha do Brasil havia lançado um concurso para levar estudantes e seus professores para a Antártica e garanto que nenhum de nós, ao decidir encarar o desafio de participar, seria capaz de imaginar o resultado de tal decisão. Vencer o concurso “O Brasil na Antártica” era um sonho tão distante quanto o próprio continente gelado. Hoje, com esse impensado sonho realizado, escrevemos para agradecer a quem nos proporcionou tudo isso.

Mas o que pode ser dito para as pessoas que mobilizaram um dos mais belos e complexos projetos que este país realiza para que nossos pés tocassem o solo antártico e os nossos olhos vissem a beleza que poucos têm a chance ver? Como agradecer a quem que nos colocou no coração do PROANTAR e mesmo nas horas mais críticas não mediu esforços para que o sonho de ir ao continente branco se tornasse realidade? A todos que se dedicaram a essa empreitada, fica o nosso eterno muito obrigado. A Marinha do Brasil mudou para sempre a vida de oito brasileiros. Tenham a certeza que o que aprendemos será divulgado a todos os cantos onde formos. Ao conhecer todo o trabalho e logística que a Marinha emprega no programa antártico sentimos um orgulho do Brasil, que todo o brasileiro deve sentir também.

A Marinha do Brasil não nos ofertou simplesmente um prêmio, ela nos acolheu de braços abertos e envolveu de coração um número incontável de pessoas, que se dedicaram com prazer e alegria em nos proporcionar uma experiência marcante, transformadora e eterna. Que o nosso agradecimento chegue a todos que se envolveram conosco, pois sabemos que precisaram abrir mão de outros afazeres ou até mesmo do seu tempo pessoal para nos atender. Que saibam que, embora o objetivo principal do concurso fosse nos levar para a Antártica, todos foram parte essencial desta experiência, pois nos trouxeram muito aprendizado, bons momentos, sorrisos e o que há de mais bonito na Marinha, que são as pessoas que nela estão.

Que fique claro que, apesar da frustração de termos passado tão pouco tempo na Antártica, compreendemos perfeitamente quais foram as circunstâncias que impediram o cumprimento do cronograma original e fomos testemunhas de todos os esforços empregados frente a cada novo imprevisto. Sentimos como se o objetivo principal dessa missão fosse nos colocar na Antártica. Talvez não exista lugar no planeta tão capaz como o continente gelado de ignorar as vontades do homem e de ensinar o quanto somos pequenos frente a natureza e de que é preciso agir com humildade e sabedoria para dar um passo atrás e esperar uma nova oportunidade. A presença do Brasil na Antártica já tem mais de 30 anos e o que vimos durante essas duas semanas nos dá a certeza de que a bandeira brasileira ainda vai tremular por mais muitos anos no continente, alimentando a nossa esperança de uma dia voltar a Antártica, conhecer a Estação Comandante Ferraz e lá permanecer por mais tempo.

Do fundo de nossos corações, muito obrigado pela mais fantástica experiência de nossas vidas.

Vencedores do concurso “O Brasil na Antártica”.

Elias Martini e Rafael Irigoyen, Tamara Klink e Tatiana Nahas, Deangelles Fiorentino e Waldemir José, Matheus Pinho Mantovani e Vanessa Ortolan

Anúncios

Autor: trnahas

Tatiana Nahas é bióloga com mestrado em Neurociências e especialização em Divulgação Científica. Seu interesse é a comunicação da ciência, tanto por meio do ensino, quanto via divulgação da ciência.

2 pensamentos sobre “agradecimento

  1. Tati e Tamara, emocionante ler essa carta.
    É sempre uma delicia acompanhar essa aventura de vocês.
    Sejam bem-vindas de volta!
    Um beijo,
    Adriana.

    Curtir

  2. Compreender, aceitar e agradecer são virtudes de pessoas extraordinárias como vocês.
    Obrigada por nos fazer conhecer e sentir orgulho da nossa Marinha do Brasil.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s