rumo à Antártica

Vencedoras do concurso "O Brasil na Antártica" relatam suas experiências na viagem rumo à Antártica.

e se o bote virar?

10 Comentários

No penúltimo dia do Treinamento Pré-Antártico no CADIM, tivemos algumas palestras a respeito de vestimentas, itens de segurança e formas de deslocamento na Antártica. A TV Globo sempre registrando tudo, como vocês poderão conferir em algumas das fotos, para posteriormente elaborar uma reportagem especial para o Fantástico.

Depois, nos dirigimos ao cais para realizar os exercícios com o bote e o mustang. O mustang, quando seco, protege do frio. Quando molhado, porém, o objetivo é de flutuabilidade: ele infla e a camada de ar presa em braços e pernas ajuda a boiar, mas água penetra no corpo e, se for água de mar antártico, não é bom demorar mais que 20 minutos para conseguir voltar ao bote.

A ideia dos exercícios era praticar a natação com a roupa e simular a virada e desvirada do bote (embarcação que iremos utilizar na Antártica para ir do navio ao local da estação e vice versa). Isso depois que conseguíssemos subir no bote… Cumprida a primeira etapa, tivemos ainda que retornar ao cais por uma escada de corda que fica balançando. Haja força para fazer isso, especialmente carregando alguns quilos a mais do mustang molhado!

A Tamara e sua dupla, o professor de Física Rafael, se saíram bem e só tiveram que repetir a primeira virada uma vez, depois seguiram os exercícios sem intercorrências. Já eu e minha dupla, o Elias, não tivemos a mesma sorte (leia-se força). Subir no bote a partir da água, com a roupa super pesada, não é nada fácil. Mesmo virar o bote puxando a corda, que parecia tranquilo na demonstração a que assistimos, não foi tanto. Mas minha diferença mesmo foi a tal da escada de corda… Conclusão: 1- eu preciso fazer musculação, já que somente atividade aeróbica moderada não tá dando conta do recado, 2- vocês vão ter muito com que se divertir quando assistirem o especial do Fantástico, já que o papelão foi registrado em cadeia nacional.

exercicio1

exercicio2

exercicio3 exercicio4

exercicio5

???????????????????????????????

eu3

Anúncios

Autor: trnahas

Tatiana Nahas é bióloga com mestrado em Neurociências e especialização em Divulgação Científica. Seu interesse é a comunicação da ciência, tanto por meio do ensino, quanto via divulgação da ciência.

10 pensamentos sobre “e se o bote virar?

  1. Que aventura, Tatiana! Ainda bem que na empreitada você e o Elias não estarão sozinhos. Se for necessário alguém vai ajudar. Ou não?

    Curtir

  2. Tati e Tamara que fotos bonitas vocês estão postando!
    As descrições dos dias e aventuras são tão claras que me sinto, mesmo, viajando com vocês.
    Projetamos as imagens do blog na última reunião de professores e todos ficaram impressionados com a “árvore casa”. Além disso, expressaram o quanto estão achando essa vivência única.
    Tati, não se preocupe com o vexame do treinamento pq acho que, do jeito que a coisa vai, ainda virão muitos outros. Hehehehe.
    Beijo grande para as duas

    Curtir

  3. Olá Tati, vc deve lembrar de mim, sou esse cara aí de costas! Rrsr palestrei sobre os botes utilizados na Antártica e a maneira correta de proceder caso haja algum transtorno com eles. Eu estava pesquisando sobre a Antártica quando me deparei com a foto em que me encontro. Achei super legal. Caso haja mais alguma em que eu apareço, mande para meu e-mail por gentileza. Forte abraço!!

    Curtir

  4. Tirei uma foto com a Tamara também, se ela puder me mandar também… Esqueci de dizer “parabéns” para vcs!!! Rrsrsr Outro abraço (mergulhopolar@hotmail.com)

    Curtir

    • Que surpresa boa!
      Vou procurar aqui nas minhas fotos as que você aparece e lhe encaminho. Vou também falar com a Tamara para que veja as fotos com da máquina dela!
      E aproveitando que você escreveu, quando fiz esse post queria ter colocado o link praquele vídeo que você fez lá na Antártica e que mostrou durante o curso (parte do lançamento de carga etc), mas não achei no You Tube. Se você puder mandar o link…
      Abração!

      Curtir

  5. Oi Meninas! Nesse ano eu e um colega vamos nos aventurar no TPA e Antártica!! muito medo do fiasco nas provas kkkkk obrigada pelo post, super esclarecedor!! Abraços.

    Curtir

    • Oi, Mayara!
      Que ótima notícia!!!
      Aproveite muito por lá e depois conte um pouco das suas experiências antárticas pra gente – científicas e não científicas :)
      Abração!

      Curtir

      • Será um prazer!!! Vocês vão de novo?

        Curtir

        • Infelizmente não… Os alunos retornaram em janeiro e finalmente conseguiram chegar à Estação e realizar todo o programado no prêmio da Marinha. Os professores foram excluídos da segunda ida… Assim que fiz o suado treino do bote à toa, perdi minha chance de conhece a Estação e acompanhar as pesquisas científicas, que era meu maior interesse. Agora Antártica pra mim só se for como turista, mas obviamente não é a mesma coisa… Vou mesmo é acompanhar blogs de cientistas e relatos similares. O pessoal da Nova Zelândia e do Chile são bem ativos nesse sentido, força aos brasileiros! E uma ótima temporada pra você por lá!

          Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s